Keep Calm

Eu sei que isso tem tudo pra dar errado – falar sobre coisas passadas nunca dá muito certo – mas “keep calm” e lê até o final.

Eu acabei de dizer tchau pra ti e pra tua família. A lembrança do teu pai assistindo o GreNal me faz rir (o Grêmio ganhava do Inter de 2×0). Isso só não me faz rir mais do que aquela vozinha irritante que tu faz quando diz “Bom dia, amorzinho da minha vida inteira” ou aquela camisa da Avon.

Fiz um trajeto diferente pra ir pra casa. Era uma serra linda, cheia de curvas e lindas paisagens. O pôr-do-sol das 20h deixava tudo mais bonito e tudo que eu podia pensar era: “Um dia, eu tenho que trazer ele aqui”.

O final de semana foi… foi… hummmm, foi muito bom demais mesmo elevado na enésima potência. Eu repassava tudo o que aconteceu nesses últimos dois dias, cada hora dessas últimas 35 horas. E nesse passo a passo do final de semana que tu tive vontade de escrever algo bonito sobre nós, que pudesse descrever o quanto eu gosto de ti e o quanto tu me faz feliz. Algo sobre como eu fico sem ar quando eu to contigo, mas peraí, eu não sinto isso contigo.

Muitas vezes, escrevi sobre essa falta de ar quando achava estar apaixonada, mas eu não tenho isso contigo. Contigo, eu sinto um aperto no coração quando tenho que dar tchau e luto contra as lágrimas que insistem em cair à cada despedida. Contigo, quando chego na Sinimbu, meu coração já começa a disparar de ansiedade, ainda mais que mudaram o sentido da rua que eu sempre desço pra te encontrar e eu tenho que dar a volta na quadra. Contigo, não consigo ter qualquer sentimento ruim por muito tempo. Mas nada de falta de ar.

Então, entendi. Aquela sensação de dificuldade de respirar não era por gostar de alguém da maneira tão romântica que eu descrevia. Na realidade, era como se eu meio que esquecesse de viver, de aproveitar a vida. Mas contigo, é o oposto. Eu sou cheia de ar, porque tu me faz querer viver. De uma maneira simples e intensa, tu me ajuda a realmente viver a vida. É por isso que é tão diferente contigo. É por isso que tinha que ser tu, desde o início. E é por isso que eu te amo.

Será que deu pra entender?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s