Diferente

Eu não sei como as coisas chegaram a esse ponto. Quando um “inimigo” se tornou um amigo, e o amigo se tornou um companheiro. Eu não sei como eu me deixei apaixonar pela tua voz, teus olhos, tuas manias que antes eu não suportava. Não sei qual foi o feitiço que tu puseste em mim, mas desde o início, eu sabia que contigo seria diferente.

Eu tento não falar tudo que penso ou sinto, mas quando vejo, já abri a boca e falei tudo que eu não quero contar. Algo sobre nunca ter sentido isso antes, um apartamentozinho e filhos. E aí, tu ris e dizes: “Talvez”. Fico sem saber o que isso significa, mas não sinto medo. Eu não consigo. Sinto-me muito segura contigo. Contigo é diferente.

E quer saber? Tudo bem eu não entender tuas respostas monossilábicas, porque eu nunca fui de falar tudo que se passava na minha cabeça. Eu escondia, remoía, sufocava meus sentimentos pra não assustar a outra pessoa, mas contigo é diferente. Tu consegues me fazer falar tudo, sem esforço. E eu gosto disso. Gosto muito disso.

Há muitas coisas que eu não sei ou entendo, só sei que eu gosto do que é diferente!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s