Viva – Conselhos Pro Novo Ano

Confesso que comecei o ano de uma maneira otimista.

Eu tinha esperança que o Grêmio ia dar um show esse ano. Mesmo que até a metade do ano a situação tivesse sido difícil, eu tava com esperança. Campeonato Gaúcho, Brasileiro ou Libertadores, qualquer um. Tá certo que o Imortal tava usando uma tática, que tal, econômica: não jogava nada fora. Mesmo assim, eu tava confiante. Quebrei a cara! (se bem que aquele jogo contra o Mengão não foi nada mal, hein?)

Com muito otimismo, eu tava acreditando nos políticos, que eles fariam algo de bom nesse ano (além de comer pizza), que os investimentos para educação e saúde pública seriam devidamente efetivados, que tomariam juízo ao invés de esconder dinheiro nas cuecas, meias e outras peças de vestuário. Cheguei a acreditar que o Sarney iria cair fora. Acho que isso também não foi como eu planejava.

Calma, eu ainda tava com expectativas positivas. Esse era o ano que o povo brasileiro “tomaria jeito”. Eu tava com fé que a população, para se desestressar e esquecer um pouco do trabalho e dos problemas, resolveria ir ao teatro e ler mais ao invés de assistir programas televisivos que pouco acrescentam (SE acrescentam) às nossas vidas. Então “A Fazenda 2” começou a passar na Record.

Eu ainda tava achando que depois de 1 ano de esforçosas tentativas, quase diárias, e subornos com balas, sorvetes, salgadinhos e afins (não contem para minha irmã), eu faria o meu sobrinho de 2 anos e 9 meses me chamar de TIA Claudia ao invés de “Cadilise”. Imagina se o pestinha anjo me daria essa alegria ; )

A última chance do meu ano terminar de uma maneira otimista também, a última tentativa, o último recurso, a última esperança era nós (eu e ele). Fala sério, éramos perfeitos, né? Tínhamos tudo para sermos felizes. Mas aquele “nós” também não deu certo.

Então agora é a hora de jogar tudo pro alto, não é? O Grêmio desapontou, os políticos fizeram igual (ou pior) aos outros anos, o índice de porcaria na televisão é ainda muito alta, o Rafa não me chama de tia e minha vida amorosa vai de mal a pior. É agora que eu desisto, certo?

ERRADO!

É agora que eu levanto a cabeça e vejo que um novo ano está começando e que eu tenho tudo para dar a volta por cima. Tá na hora de superar tudo que deu errado nesse 2009 e fazer um 2010 totalmente diferente ou melhor.

Esqueça as desilusões, as decepções e as frustrações, sejam elas amorosas ou de amizade.

Esqueça as dores de cabeça/de barriga/nas costas/no pescoço/nos pés.

Esqueça o cansaço, as demissões, as contas de luz/água/ telefone/ celular/ internet/ crediários.

Esqueça a perda de cabelo, os quilinhos a mais, os dentes tortos, as sombrancelhas por fazer, as unhas quebradas e as gordurinhas onde outrora havia músculos.

Esqueça a fraqueza dos ossos, os cabelos brancos e o fato de você já ter netos ou bisnetos.

VIVA UM NOVO 2010.

VIVA E SEJA FELIZ.

VIVA DE UMA MANEIRA OTIMISTA.

VIVA SEM OLHAR PRA TRÁS.

Quer saber de uma coisa, esqueça tudo o que eu disse até agora e me faz um favor?

VIVA!

Anúncios

2 comentários sobre “Viva – Conselhos Pro Novo Ano

    • Claudia da Rosa disse:

      Ok, isso foi totalmente inesperado e muito bem vindo.
      ( =

      Obrigada, Beta. E pode deixar, continuarei postando no Twitter!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s