Situação III

Naquele mesmo dia. Quinta à noite.

Ele chega. Ela sentada.

Oi!

– Oi!

Tudo bem?

– Aham.

Silêncio.

É estranho sair assim.

– Desculpa?

É, ir embora assim.

Ela o olha com um ponto de interrogação no rosto.

Pegar as coisas e sair.

– Tu sempre fez isso.

Não. Tipo, chegar e dar oi como todo mundo faz e depois pegar as coisas e dar tchau como todo mundo faz. Só pegar as coisas e ir embora.

Ela pensa um pouco.

– Tu quer um abraço, é isso?

Ele com cara de coitadinho:

É!

Ela se levanta. Eles se abraçam. Ele a envolve num de seus abraços longos, fortes e calorosos. Ela se derrete por dentro, mas não deixa transparecer. Solta-o, senta-se na poltrona novamente e continua preenchendo sua ficha.

Ele a olha por um instante e vai embora.

Ela se sente orgulhosa de não ter cedido, mas fica se perguntando até quando conseguirá resistir à vontade de se jogar nos braços dele e prometer ser dele para sempre. Que situação!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s